Blog

Como usar o Facebook compartilhando o mínimo de dados pessoais?

Dicas

Os escândalos recentes envolvendo o Facebook, que supostamente teria compartilhado dados dos usuários com terceiros sem autorização, colocou muita gente em sinal de alerta com a rede social. Se você ficou preocupado, saiba que não há motivo para abandonar o site, mas vale ficar de olho em como usar o Facebook com o mínimo de dados pessoais.

Preparamos nesse artigo um guia para você não se expor tanto assim na rede. É importante ter em mente que, de uma forma ou de outra, alguns dados serão compartilhados, faz parte das regras do jogo. Contudo, é possível garantir que outras empresas que não o próprio Facebook não terão acesso a dados que você julga confidenciais.

Desabilitando a sua localização

Para o Facebook, saber onde você está é uma das informações mais importantes para que ele possa exibir anúncios que tenham relação direta com os seus interesses. É por essa razão, por exemplo, que você vê anúncios na rede social de lojas que são da sua cidade e não de pontos aleatórios espalhados pelo mundo.

É também por meio da sua localização que a plataforma tem insights de para onde você vai, quais lugares visita e outras projeções do gênero. Todos os dados obtidos são cruzados visando sempre aumentar o índice de acertos nos anúncios. A ideia é que você fique mais propenso a clicar neles.

Desabilitar a localização no Facebook é bastante simples:

Passo 1: acesse as “Configurações e Privacidade” e toque em “Configurações da Conta” e encontre por “Localização”.

Passo 2: lá, encontre o app do Facebook e desabilite o acesso. Dessa forma, a rede social terá mais dificuldades para seguir os seus passos.

Dê adeus aos apps e serviços que você não usa mais

É quase certeza que em vários momentos você já concedeu acesso aos seus dados para aplicativos de terceiros e nem se lembra mais o porquê. Seja por meio de enquetes ou ainda por conta de serviços que foram úteis, o fato é que muitos desses apps seguiram coletando os seus dados de navegação mesmo anos depois.

Você pode rever essa lista e pôr um fim ao acesso deles. Para impedir que eles sigam coletando as suas informações:

Passo 1: acesse o Facebook e procure pela seção “Aplicativos” nas configurações da rede social. Recomendamos que você faça isso na versão para Desktop, pois é mais fácil encontrar as informações.

Por lá, você vai encontrar todos os apps que já curtiu e e descobrir que ainda está logado neles. É bem provável que muito do que você vai encontrar por lá não faça mais sentido algum na sua vida, portanto aproveite e faça uma faxina geral.

Limite as opções de compartilhamento

Aqui, você deve responder às perguntas abaixo de acordo com o nível de privacidade que desejar. Por isso, essa não é uma regra, mas sim uma linha-guia para você tomar as decisões que lhe parecerem mais convenientes. Certifique-se de fazer isso na versão para Desktop do Facebook para encontrar as informações.

Passo 1: vá em “Configurações” e, depois, clique em “Privacidade na coluna da esquerda. Nesse item você encontrará uma série de perguntas sobre a privacidade das suas postagens, com várias respostas possíveis para cada uma delas. Os itens disponíveis são os seguintes:

  • Quem pode ver as suas publicações futuras?
  • Analise todas as publicações e os itens que você foi marcado
  • Limitar o público para as publicações que você compartilhou com Amigos de Amigos ou Público?
  • Quem pode lhe enviar solicitações de amizade?
  • Quem pode ver a sua lista de amigos?
  • Quem pode procurar você usando o endereço de email fornecido?
  • Quem pode procurar você usando o número de telefone fornecido?
  • Você deseja que mecanismos de pesquisa fora do Facebook se vinculem ao seu perfil?

Remova informações pessoais e restrinja as preferências de anúncios

Para concluir, você pode editar as informações do campo “Sobre” do seu perfil. Lá você vai encontrar itens como os seguintes:

  • Visão geral
  • Trabalho e educação
  • Locais onde você morou
  • Informações básicas e de contato
  • Família e relacionamentos
  • Detalhes sobre você
  • Acontecimentos

Escolha com cautela quais informações tornar públicas e quais informações quer manter privadas. Elas dizem muito sobre aquilo que você já fez e, consequentemente, sobre as suas preferências.

Edite esses campos como achar mais conveniente, mas note que todas essas informações são secundárias e não vai fazer diferença alguma tê-las divulgadas no seu perfil ou não – porém, para os sistemas que rastreiam os perfis para encontrarem informações mais precisas, esse é um prato cheio.

Com essas dicas, você poderá continuar usando o Facebook normalmente, sem se privar dos seus recursos, mas tornará seus dados menos expostos. Dessa forma, tanto os algoritmos da rede social quanto os terceiros autorizados por você terão mais dificuldades em usar os seus dados para oferecer propagandas direcionadas.

Comment Facebook
Post Relacionado