Blog

5 cuidados que você deve ter com os dados armazenados antes de descartar o lixo eletrônico

Dicas

cuidados com o lixo eletrônico

É inevitável. Em algum momento seus eletrônicos se tornarão obsoletos e você terá que descartá-los. Porém, mesmo que você os envie para um programa de reciclagem de lixo eletrônico, é possível que pessoas mal-intencionadas tenham acesso aos seus dados.

Smartphones, HDs, SSDs, cartões de memória e pendrives, dispositivos utilizados para armazenamento de dados, mesmo depois de apagados estão sujeitos a revelar tudo aquilo que foi escondido. Para que isso não aconteça, é preciso tomar alguns cuidados extras: simplesmente formatar ou apagar os arquivos não funciona.

1. Utilize programas específicos para apagar arquivos

Simplesmente apagar os arquivos de um HD ou formatá-lo não é suficiente. Por meio de certos programas é possível restaurar parte dos arquivos, mesmo depois de um bom tempo que o disco rígido estiver sem uso. Seus arquivos podem estar em risco se caírem nas mãos de terceiros.

A solução é recorrer a programas específicos para deletar arquivos permanentemente. É o caso do Eraser, um software gratuito e que remove qualquer vestígio que possa restar no seu HD. Somente após se certificar de que seus eletrônicos passaram por esse procedimento é que eles devem ser passados adiante.

2. Smartphones também devem passar pelo mesmo processo

Assim como é possível recuperar arquivos a partir de HDs, SSDs, pen drives ou cartões de memória formatados, o mesmo ocorre nos smartphones, sejam eles equipados com o sistema operacional Android ou iOS. Embora existam mais barreiras, isso não significa que seja impossível.

Por essa razão, apagar todos os dados antes de passar o produto para frente é essencial. No Android ou no iOS, somente a opção “Restaurar padrão de fábrica” é uma garantia de que as informações apagadas não serão restauradas. Certifique-se de fazer esse procedimento em todos os celulares descartados. 

3. Funcionários podem ter interesse no lixo eletrônico

Aquilo que é lixo para uns pode ser útil para outros. Seus próprios colaboradores podem ter interesse em algum equipamento em vias de ser descartado. Faça com que eles saibam disso e ofereça-os, gratuitamente ou por um preço simbólico. 

descarte de lixo eletrônico

Caso opte pela doação, faça uma carta informando o fato. Ela é importante do ponto de vista contábil, para justificar a baixa de um determinado item do patrimônio da empresa. Se optar pela venda, utilize o valor para despesas menores. Todos sairão ganhando.

4. Evite jogá-los diretamente no lixo

Quando falamos de equipamentos eletrônicos simplesmente defasados, ou seja, que estão velhos, mas ainda funcionam, jogá-los no lixo comum não é uma boa ideia. Eles ainda podem ser utilizados por ONGs ou projetos sociais que requeiram máquinas mais simples.

Você pode procurar organizações como essas na sua cidade. Além de proporcionar benefícios para comunidades mais carentes, você ainda evita que os eletrônicos acabem poluindo o meio ambiente. Ajudar a aumentar a vida útil dos equipamentos é uma decisão sustentável.

5. O lixo é inevitável? Recorra a programas de coleta seletiva

Em hipótese alguma os eletrônicos devem ser descartados em lixo comum. Isso porque muitos desses itens têm substâncias nocivas ao meio ambiente, como chumbo ou mercúrio. Se o descarte é inevitável, procure então programas de coleta seletiva.

A coleta especializada de materiais permite que os eletrônicos sejam tratados de maneira correta, muitas vezes retornando aos fabricantes num processo chamado de logística reversa. Reaproveitados pelas indústrias, eles podem ser utilizados novamente na fabricação de outros produtos.

*****

Entre em contato com os especialistas da CBL Tech, líder mundial em recuperação de dados, e conheça nossas soluções para recuperar seus arquivos.

Comment Facebook
Post Relacionado