Blog

Quais são os tipos de armazenamento de dados existentes?

Tecnologia

Armazenamento de dados é tudo a mesma coisa? A princípio, usuários comuns tendem a olhar apenas para a capacidade: quanto mais, melhor. No entanto, é importante saber quais são os tipos de armazenamento de dados existentes para poder escolher quais são os meios mais adequados para cada finalidade.

Entre dispositivos externos e internos, há diversas nuances que podem ser observadas, mas a principal delas é o tipo de armazenamento. Podemos subdividir essas possibilidades em três ou quatro categorias – uma delas reúne elementos de outras duas. Vamos conhecer mais detalhes sobre cada uma delas.

Armazenamento magnético

Esse é reconhecidamente o mais comum e mais longínquo formato de armazenamento de dados. Nesse caso, falamos dos dispositivos que se conectam aos computadores por meio de drives. Eles recebem as informações e depois podem ser utilizados em outras máquinas. Um exemplo clássico dessa tecnologia são os disquetes.

O processo de leitura e gravação funciona por meio de uma cabeça magnética. Essa tecnologia também pode ser encontrada nas fitas de áudio, as antigas fitas K-7, e no próprio HD do computador. Trata-se de uma técnica que já passa de quatro décadas de uso, mas que ainda assim segue presente em equipamentos modernos.

Armazenamento óptico

Seguindo a linha evolutiva da tecnologia, os anos 90 viram florescer o chamado armazenamento óptico. Nesse caso, falamos de mídias como os CDs, os DVDs e os Blu-Rays. O processo de leitura e gravação dos arquivos se dá graças a um feixe de laser de alta precisão projetado sobre a superfície da mídia.

As informações a serem lidas ficam gravadas em sulcos microscópicos, impossíveis de serem vistos com clareza a olho nu. Quando o laser entra em contato com esses sulcos, seu formato desvia os raios em diversas direções, de forma que o conteúdo gravado possa ser apresentado no receptor correspondente.

Armazenamento magneto-óptico

E se fosse possível juntar características do armazenamento magnético com o armazenamento óptico em um só lugar? Pois isso é possível e nesse caso temos o chamado armazenamento magneto-óptico. Falamos nesse caso de mídias portáteis duráveis e com grande capacidade de armazenamento.

Uma grande vantagem desse método é a possibilidade de acesso não linear. Dessa forma, fica mais difícil para qualquer pessoa apagar esses dados, o que torna essas mídias mais seguras. Os CDs e DVDs regraváveis (CD-RW e DVD-RW) são um exemplo popular dessa aplicação. Há ainda os dispositivos de formato WORM, que indica gravação única, mas infinitas possibilidades de leitura.

Armazenamento eletrônico

Por fim, chegamos ao formato de armazenamento que a cada dia que passa se torna mais popular. Falamos do armazenamento eletrônico, também conhecido como memórias em estado sólido. O grande diferencial aqui é que essas unidades são compostas apenas por circuitos. Dessa forma, tanto a leitura quanto a gravação de informações não requerem nenhum tipo de movimento.

Isso resulta em dispositivos menores e mais leves, como é o caso dos SSDs em relação aos HDs. Outra grande vantagem é o acesso rápido às informações. No entanto, é preciso ficar de olho nos custos, pois 1 GB de armazenamento magnético ainda é mais barato do que 1 GB em armazenamento eletrônico. É por essa razão que servidores de grande capacidade optam por HDs ao invés de SSDs, pois os custos são menores.

Classificações podem ir além

Nesse artigo, falamos dos tipos de armazenamento de dados e dos exemplos que ilustram a sua utilização. Contudo, em cada caso em especial é preciso fazer uma análise do propósito do uso para se considerar a melhor escolha. Isso remete ao exemplo que acabamos de mencionar. Para um servidor, múltiplos HDs podem ser mais interessantes do que múltiplos SSDs.

Já para a máquina de um usuário comum, é possível que um bom SSD ofereça mais rapidez no acesso às informações e maior portabilidade, dois itens valiosos para justificar o seu custo mais elevado do que um disco rígido. Dentro de cada uma das categorias temos ainda subcategorias, cujos detalhes técnicos mereceriam um artigo a parte para cada uma delas. E se você precisar recuperar dados em qualquer um destes dispositivos no Brasil, contate a CBL Tech, somos líderes mundiais na realização deste serviço com eficiência e qualidade!

Comment Facebook
Post Relacionado